quarta-feira, setembro 18, 2013

Essa bagunça toda.

Postado por Glaucia Périco às quarta-feira, setembro 18, 2013
foto: we♥it

Vem. Entra na minha vida sem pedir licença e bagunça tudo.
Entra e tira tudo do lugar.
Muda os móveis, troca as almofadas, usa os talheres de prata.
Deixa o prato na mesa, a toalha em cima da cama e toma água direto na jarra.
Coloca o explorer como navegador padrão e instala programas que desconheço.
Salva suas fotos, vídeos e documentos e pra caber tudo, exclui tudo que já estava salvo ali.
Abre as cortinas, fecha as janelas, empurra a sujeira pra baixo do tapete.
Limpa a boca no pano de prato , deixa a torneira aberta enquanto escova os dentes e não fecha a pasta.
Vem. Entra na minha vida sem pedir licença e bagunça tudo.
Entra, tira tudo do lugar e depois vai.
Vai embora sem olhar pra trás.
E deixa tudo uma bagunça.
Deixa as suas marcas e esquece a escova de dentes ao lado minha.
Foi e foi assim como veio: sem pedir, sem avisar.
Eu fico. Fico com a bagunça.
Fico com a incerteza, fico com as perguntas e fico sem as respostas.
Arrumo tudo. Coloco tudo no lugar. Tudo como deveria ser.
Tudo sem nada de você.
Mas você volta.
Volta e entra sem pedir licença.
Como sempre fez . Como sempre faz.
E eu apenas espero.
Espero que dessa vez você fique.
Fique e arrume a minha bagunça.
Glaucia Périco

0 comentários:

Postar um comentário

 

Tangíveis Copyright © 2012 Design by Amanda Inácio Vinte e poucos